Sobre: Moulin Rouge – Um amor em vermelho

k.ljvhfUm escritor pobre. Uma dançarina de cancan. Um duque. Um mundo maravilhosamente mágico e obscuro com personagens do submundo parisiense.

O escritor, Cristian, muda-se para Paris em busca de uma história sobre o amor. Inesperadamente um homem fura seu telhado no quarto de hotel e assim sua história se envolve com a do Moulin Rouge. Como é um escritor e o pessoal do Moulin Rouge precisava de uma peça, tudo veio a se encaixar. Nesse mesmo dia é apresentado a Satinne, a dançarina sonhadora. Mas também nesse mesmo dia, o chefão do MR iria apresentar Satinne ao Duque e ela terá de envolvê-lo afim de fazê-lo bancar o MR.
Surge a partir daí um triângulo amoroso. Cristian, Satinne e o Duque.
Satinne e Cristian se apaixonam instantaneamente e eles levam seu amor escondido durante os ensaios da peça. Mas o Duque fica cada vez mais enciumado por não ter Satinne do jeito que queria. E assim vai, até que no último dia do ensaio, fica claro para o Duque que ele nunca teria Satinne se Cristian ficar no caminho.
O filme é bom. Tem muita cantoria e danças e essas coisas dramáticas, mas é bom. Achei interessante como falam de si mesmos como pessoas diferentes do resto do mundo, se tratam como “criaturas do submundo”. Achei legal essa expressão.
kçilhgktf
Gostei também por não ter um final óbvio, um final que todos esperam. No meio do filme tem uma coisa que muda a história toda, e traz a ela um toque trágico. Mas, como é uma história de amor, como não ter tragédia?
Enfim, vale a pena ver.
mnbvcfgtyui
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s