Cursos @: Seeing Through the Photographs

ph

Infelizmente, a$ coi$a$ não e$tão fácei$ e eu ainda nem me matriculei na faculdade. Então para não ficar me lamentando e nem pensando que será um tempo perdido, resolvi investir mais no meu currículo.

Estou trabalhando ultimamente em uma agência de comunicação, e vejo muitas pessoas entendidas, empresários e tudo o mais e me dei conta de que no meu currículo só tem meu nome, telefone e um PORFAVORMECONTRATA. Então porque não mudar isso e ter um currículo pra se orgulhar?

Achei minha solução nos cursos online com certificados. Eu achei alguns que são grátis+os certificados válidos, achei alguns que você paga apenas pelo certificado e os que são totalmente pagos. Trarei minhas experiências aqui para o blog quando acabá-los.

stp

Esse ai, foi o primeiro de todo que eu acabei. Eu li sobre a existência dele na página do Catraca Livre (que é bom você ficar de olho) e corri para me inscrever. Ele é um curso do MoMa (Museum of Modern Art) que é nada mais, nada menos que um dos maiores museus de arte moderna do MUNDO.

O curso Seeing through the photographs é um curso sobre fotografia, baseado no acervo do próprio museu, com o propósito de ensinar as pessoas a terem um olhar crítico e profundo sobre essa arte. O curso é gratuito sem certificado e você pode obter uma versão mais completa do mesmo, com certificado, por 29 dólares (cerca de noventa reais, que no momento não foi viável a minha pessoa).

Ele é em inglês, mas dá pra entender bem, e você consegue traduzir os textos e até os vídeos, que possuem uma transcrição e pode ser copiada e colada no Tradukka (veja esse post aqui depois 😉 ). Ele é composto por textos, vídeos, slides e sugestões com posts, livros e entrevistas, que te ajudam com os testes. Mas tudo é bem rapidinho e você consegue fazer com base na sua disponibilidade.

O curso é divido em seis módulos e no final de cada um tem um teste, em que você tem que obter pelo menos 80% para passar de módulo. No final de tudo isso, você faz tipo um trabalho de conclusão de curso, contando sobre o módulo que mais gostou, o que não gostou muito e o que achou do curso numa forma geral. Eles pedem também pra escolher uma foto de algum artista que ilustre sua opinião.

vikmuniz

Não vou postar o texto que eu fiz aqui não, mas eu falei sobre o módulo 2, Vik Muniz e a forma que cada pessoa dá um significado áquilo que ela vê, dependendo do seu repertório.

Fiquei bem feliz com meus 90% ❤

Considerei o curso muito bom e te convido a fazê-lo!

Porque desistir, as vezes, te faz bem

Imagem de fuck, grunge, and vintage

Estava relendo os posts do blog. Na verdade, era a única coisa que eu conseguia fazer, já que depois de um tempo eu não conseguia escrever nem listas de compras. Pode parecer bobo, mas minha vida estava fora de foco por causa desse pequeno detalhe: eu não escrevia mais. Sinceramente, é a coisa que eu acho que me destaco, que me faz bem e me deixa levar a vida de uma forma mais intensa, com mais emoção e detalhes. Sem isso estava enlouquecendo.

Diversas vezes eu fiquei cabisbaixa, pensando porque diabos eu não conseguia mais escrever nem uma frasezinha boba sequer. Procurei ajuda de amigos, um conselho (que foi mais um comentário) me deixou abismada: você sabe o motivo. Eu rebati que não sabia, a pessoa insistiu. E realmente, estava ali na minha cara o motivo de toda a minha insatisfação com o atual momento da minha vida – e eu não estava fazendo nada.

O único problema era que aquela coisa foi uma mudança fenomenal pra minha vida.

Aconteceram coisas boas, coisas que em partes me ajudavam muito, como me tornar um pouquinho mais independente, ajudar meus pais, etc. Mas os pontos negativos se superavam de forma colossal. Eu cheguei a duvidar de tudo o que eu sabia sobre mim, me questionei como amiga, filha, pessoa, ser humano. Me sentia mal, o chorume do universo. Então, simplesmente desisti.

Em poucos dias refletindo (e me afogando em dúvidas e questionamentos intermináveis), eu escrevi um post. Logo, tive ideias para mais um monte. E um pouquinho mais tarde, me senti bem. Era a mudança que eu precisava.

Então, desistir não foi tão ruim, afinal.

Desistir de uma coisa as vezes é o primeiro passo para coisas novas e melhores.

Acontece.

O que eu queria dizer com isso tudo é que: quando você não está bem, você provavelmente vai saber o motivo disso, porque está lá no fundinho do seu coração, que tá lá pedindo socorro de forma silenciosa. Tente escutá-lo, tente se ouvir, dar um momento pra si mesmo. A pior coisa que pode acontecer é seu coração se calar e você se perder completamente de você mesmo.

CARNAVAL

Resultado de imagem para confetes

Queria informá-los que o mês basicamente acabou e minha vida deu uma reviravolta daquelas dignas de post. Porém, já estamos em clima de carnaval e advinha quem vai pra roça ficar com a família e descansar o cérebro um tiquinho? Euzinha aqui. Então deixo vocês com essas imagens e links pra já entrar no clima do carnaval!

Sardas galácticas são tendência, segundo a Internet. Conheça::

Carnaval 16:

 :

 

bem barbiezinha sereiuda:

RIOetc | Arte+que+inspira:

fantasias-carnaval-de-rua-rio-de-janeiro-boi-tolo-4679:

Tá na Crise?: Faça sua fantasia para o Carnaval                                                                                                                                                                                 Mais:

E no mais um beijo pra todo mundo, e aproveitem o feriado da forma que for melhor pra ti ❤

 

 

 

5 : Sites úteis

Imagem de apple, fashion, and laptop

Quando vocês está naquela pressa… Esses cinco sites podem te dar uma mãozinha. Pode ir criando uma pasta aí nos favoritos chamada “sites úteis” e ir salvando um por um.

dolarhoje.com
Sabe quando você está linda poderosa fazendo uma compra em lojas online e VISH o preço está em dólar? É facinho, facinho converter usando o Dólar Hoje. O site consegue converter para pesos, iene, libra, euro e mais um monte de opções. É sempre bom consulta-lo já que dinheiro não é coisa que se brinque.

tradukka.com
Tá fazendo dever do cursinho mas tá em dúvida de como escreve aquela palavra? Frase?Texto? Venha para o lado tradukka da força. Eu usava bastante quando estava no cursinho, foi muito útil. Algumas coisas dão errado sim, fique atento as sentenças mais longas. Porém, no geral, é um site ótimo que salva a gente dos apertos da life.

significados.com.br
Tudo o que você precisa saber sobre uma gíria, expressão, coisas no geral. Adoro o significados porque ele te dá uma ampla visão das coisas. Conta o que é, de onde surgiu a expressão ou coisa, itens relacionados, onde você pode se aprofundar mais, etc, etc, de um modo não cansativo e de fácil entendimento.

sinonimos.com.br
ESSE SALVA VIDAS. Se assim como eu, você tem dificuldade de escrever com palavras rebuscadas e costuma escrever várias vezes a mesma palavra porque realmente não sabe por qual substituir pra não ficar repetitivo, você vai amar o Sinônimos. O site mostra o sinônimo da palavra desejada em vários sentidos, o que pode enriquecer o seu vocabulário e textos. Além de oferecer outras “abas” (?) como o antônimos, conjugação e o dicionário.

followthecolours.com.br
Um site que te eixa com os olhos alegres de tanta cor e informação legal. É muito bom para te inspirar nos DIY’s, nas fotos, nos assuntos em geral. Acho prático ter um site assim na ponta da manga, porque assim quando você se estressar, vai lá rapidinho e dá uma olhada. Fazendo isso você pode ter mais assuntos para conversar com as pessoas, ficar sabendo sobre muitos assuntos e se divertir.

www.meliuz.com.br
DINHEIROOOOZZ. O méliuz é um site de cupons de desconto, ele te evolve pequenas porcentagens das suas compras online (e tem até um Lembrador, em que você pode acionar os descontos assim que entra em um site parceiro!), assim você economiza e junta uma grana!

 

 

 

Imagine (primerísima tatuagem)

15175342_1136369446449037_517792994_n.jpg

Há ANOS eu escrevia de canetinha a palavra “imagine” no meu pulso. Agora, ela vai ficar pra sempre!

Fiz ela em um estúdio em Contagem/MG (super recomendo Tattoo Network), no dia 26 de novembro de 2016. Estava sendo uma fase péssima, eu não tinha feito nada que queria e/ou tinha planejado, e como acredito nesse poder que o aniversário possui, tentei marcar para o dia 23. Como o ano já estava contra mim, não consegui pro dia do meu aniversário, mas para três dias depois (apesar de também acreditar no misticismo do número três). Fiquei ansiosa, pensei em desistir já que ainda não tinha contado pros meus pais, pensei em fazer já umas três de uma vez só…

Quando chegou o dia, Cho Paulo, meu namorado, me larga sozinha no estúdio. Eu resolvi tudo direitinho com o César (ou Bito), ele me mostrou todos os materiais que seriam descartados depois, me disse que eu teria que dar uma distância de dois dedos da dobrinha do pulso para evitar de “estourar” e riu demais quando comecei a gritar CARALHO NÃO DÓI.Sinceramente, NÃO DÓI. Pelo menos não do jeito que a gente pensa. Dá uma queimadinha, parece que estão arranhando o seu braço, mas nada insuportável. Claro que tem diferenças de pessoa pra pessoa, de lugar pra lugar, mas se é o medo da dor que te impede de realizar o seu desejo de se tatuar: vai nessa que cê aguenta.

Porque raios eu tatuei “imagine”??!
Desde criança uma das coisas em que eu mais me destacava era no quesito imaginação. Eu sempre gostei de escrever, inventar, desenhar… tudo o que estava ligado a imaginação, criatividade, eu estava lá. Quando cresci, descobri minha paixão pela Publicidade e um dos quesitos que eu considero necessário para um publicitário (baseando-me rigorosamente em nada) é a criatividade. Também, acrescenta-se o meu amor pela música Imagine.

Enfim. Não ficou cara. O Bito me cobrou R$120,00 reais por ela+o retoque. E sim, eu tive que retocar por diversos fatores, mas no mais foi por causa da região e porque a tattoo é de traço fino (pelo menos foi o que deu pra entender).Eu amei o resultado. 15878746_1168287876590527_1828485399_n.jpg

 

E as metas de 2015 para 2016…

Imagem de quote, sky, and pink

(eu sei que está meio atrasado, porém, antes tarde do que nunca)

2016 foi um ano bem loco. Foi muito corrido, mas foi a entrada perfeita para uma ~nova vida~. Não consegui completar QUASE NADA, mas tá de boas. Me senti uma fênix entrando em 2017, e logo, logo, vocês verão as metas para esse ano também:

  • Fazer minha primeira tatuagem: FIIIIIIIIIZ! Com muito custo nos 42 do segundo tempo. Logo mais farei um post falando sobre ela e como foi, mas pra matar a curiosidade já postei uma foto dela nesse post.
  • Tirar minha carteira de habilitação: Ha. Esse infelizmente não deu por causa de tempo, dinheiro, força de vontade e otras cositas mas.
  • Entrar na academia e conseguir ficar bem com meu corpo: NÃO DEU.
  • Arrumar meu quarto: não está completo, mas deu! Já organizei as coisas, ajeitei onde e como as coisas irão ficar, desfiz de coisas que eu não usava e ficavam nas prateleiras pra pegar poeira. Também organizei as gavetas, as roupas, as caixas… Estou olhando quanto vai ficar pra pintar ele, mas está praticamente decidido que será branco fosco. Separei meu mural e os itens de decoração já estão todos comigo ❤

Imagem de cute

  • Perder meu medo de falar em público e perder a timidez que ainda me resta: Tá indo também. Acredito que essa meta foi meio boba para ser concluída em um ano. Porque, querendo ou não, isso é um processo. Mas, já consigo conversar sem gaguejar e engolir a vontade de sair correndo 🙂
  • Viajar: VIAJEI UM TANTO. Fomos para Espírito Santo, Inhotim, Santa Bárbara, Ouro Preto, São Paulo ❤
  • Ler ao menos cinco livros em inglês: Não foram cinco 😦 Mas foram 3. Li o livro 1984 (George Orwell), li um livro de contos do Sherlock Holmes e Comer, Rezar e Amar (que ainda tenho que devolver com um atraso gigantesco de dois anos quase).

No mais, foi isso mesmo. Claro que queria que o ano fosse mais produtivo (principalmente com relação a tirar minha habilitação), mas foi o que foi. Espero que esse ano eu planeje e faça ao invés de ficar pensando no como. Acredito que faltou ação da minha parte (além do $tempo$).

Enfim, espero que tenham gostado e aproveitado o ano de 2016!

Bullet journal: incrível método de organização

bujoRecentemente comecei com esse método de organização que pode funcionar pra você, assim como está me salvando. O Bullet Journal, ou BuJo para os íntimos, é uma mistura de planner, diário e listas, que te ajuda a se organizar com poucas palavras. Ou seja, você não irá escrever enormes textos em um tópico, sendo que pode colocar apenas uma frase que resume tudo. Isso ajuda muito, já que quando você pegar o seu bujo e ler aquela página específica do dia, vai saber exatamente o que fazer.

keybujo.jpg

Contamos com o auxílio de pequenos símbolozinhos, chamados “keys”, que geralmente são colocados antes de escrever ~o comando/tarefa/etc~, o que te ajuda facilmente a localizar aquelas coisas mais específicas, como tarefas ou eventos.

Numerar as páginas e criar um index ajudam a se achar no caderno. “Nossa, minha lista de lugares para viajar está…” e você não passa um mês foleando até achar. Olha no index, acha o tópico Lugares para Viajar e o número da página, e voilá, encontra sua lista facinho, facinho.

O Bullet Journal é separado por meses, e esses, são separados em dias. Algumas pessoas costumam fazer separações diferentes, como por semana, por horário do dia… Encontre a que for melhor pra você e faça do seu jeito.

Pra começar o seu você precisa de um caderno e uma caneta. Só.

beautybujo.jpg

Claro que a gente quer fazer bonitinho. A maior parte das pessoas usa aqueles cadernos Moleskine com folhas quadriculadas (mas eu achei muitíssimo caro). Euzinha achei esse aqui no Mercado Livre (você pode acessar o link clicando aqui), e achei bem bom, as folhas são pontilhadas e grossinhas, enquanto a capa é dura.

O recomendado é escrever de caneta, pois torna aquilo permanente e como você irá usar muito, é capaz de apagar o que já tiver escrito. Eu uso minhas canetas da Stabillo porque são finas e eu escrevo bem com elas.

No mais, é isso mesmo. Você pode saber mais sobre a construção do seu Bullet Journal e as ~regras~ clicando aí nas palavras.

bbujo.jpg

Com o Bullet Journal eu melhorei minha letra, consigo completar mais as coisas que eu tenho que fazer, passei a ser mais organizada e lembrar das coisas. Também é ótimo pra fazer uma auto-avaliação durante o passar do tempo, você vê o quanto vai melhorando em alguns aspectos, te ajuda a se motivar quando você vê o tanto de coisas que já concluiu! Claro meu BuJo, não é nem um modelo (e eu já estou pensando em acrescentar coisas pro mês que vem), mas me esforço bastante pra ter um certo prazer em anotar até as coisas mais chatas de um modo que quando eu acabar de fazer, vou sentir uma certa realização.

Queria lembrar que NÃO É REGRA você ter um BuJo todo desenhado, com letras maravilhosas e cores magníficas, porque o objetivo não é realmente esse (mas é, você pode fazer toas essas coisinhas, comprar adesivos, treinar um milhão de vezes a caligrafia antes de escrever nele realmente). O objetivo do Bullet Journal é tornar o seu dia e suas tarefas mais práticas e objetivas e te incentivar a conclui-las.

Aqui estão algumas fotos do meu, espero que gostem! (ignorem a qualidade da foto e não desiste de mim)

16344333_1189824867770161_1422415436_n.jpg16343750_1189824987770149_825210675_n.jpg16295781_1189824884436826_1334449102_n.jpg16343939_1189824901103491_952580785_n_Ink_LI.jpg16395926_1189824917770156_692790781_n.jpg